Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Piratas ancoram superpetroleiro na costa da Somália

Os piratas que capturaram um superpetroleiro saudita com carga estimada em US$ 100 milhões em petróleo ancoraram hoje o navio no litoral da Somália. A embarcação pode ser avistada de uma pobre aldeia de pescadores. Enquanto isso, a Marinha dos Estados Unidos e outras forças navais decidiram não intervir, pelo menos por enquanto. Sem muitas opções, os proprietários de navios seqüestrados acabam pagando resgate para reaver cargas, tripulantes e embarcações.A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) informou que não desviaria nenhum de seus três navios de guerra no Golfo de Áden. A 5ª Frota da Marinha dos EUA também manifestou não ter a intenção de interceptar o MV Sirius Star. O superpetroleiro foi capturado no sábado na costa do Quênia e foi levado para o porto somali de Eyl, uma das principais bases dos piratas do mar no país africano.Os piratas que atuam na região já capturaram dezenas de navios este ano, mas nenhum tão grande quanto o superpetroleiro nem em um lugar tão distante do litoral. O MV Sirius Star estava a cerca de 450 milhas náuticas da costa quando foi atacado. No litoral somali, a população local olhava maravilhada para o imenso navio, que tem 329 metros de proa a popa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.