Piratas da Somália libertam navio sequestrado há seis meses

Cargueiro foi raptado em novembro por homens armados com metralhadoras e lança-granadas no Golfo de Áden

EFE

21 de abril de 2009 | 05h07

Piratas somalis libertaram nesta terça-feira os 23 tripulantes filipinos de um cargueiro com bandeira do mesmo país sequestrado há seis meses no Golfo de Áden, anunciou a empresa proprietária da embarcação.

 

Um porta-voz da companhia mercante Sagana Shipping Lines declarou a uma emissora de rádio local que o "MT Stolt Strength" foi posto em liberdade após aceitar as "exigências" de seus sequestradores, embora não tenha precisado se um resgate foi pago.

 

O cargueiro foi sequestrado em 10 de novembro por piratas armados com metralhadoras e lança-granadas nas águas do Golfo de Áden, considerado atualmente a rota marítima mais perigosa do mundo.

 

Outros 80 filipinos continuam nas mãos de piratas somalis e quase 300 foram sequestrados desde 2006, segundo dados do Ministério de Assuntos Exteriores. No fim de semana, o Governo das Filipinas proibiu seus marinheiros de entrar no Golfo de Áden para reduzir o número de reféns.

 

Além disso, o país decidiu enviar seu primeiro oficial naval para que supervisione o trabalho dos patrulheiros das Nações Unidas na região.

Tudo o que sabemos sobre:
PIRATASSOMÁLIAFILIPINAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.