Piratas exigem que Seul os indenize

Piratas somalis que mantêm sul-coreanos como reféns exigiram ontem que o governo de Seul liberte vários de seus companheiros que estão presos e pague uma compensação pela operação lançada em fevereiro, que matou oito corsários. Nos últimos dois anos, piratas têm feito centenas de reféns, principalmente das Filipinas e da Índia, país que tem um ativo papel nas operações contra a pirataria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.