Piratas sequestram embarcação de Cingapura em águas quenianas

Navio carregado com gás liquefeito foi abordado a cerca de 160 quilômetros do porto de Mombaça

Efe,

24 de outubro de 2010 | 06h35

BANGCOC - Piratas somalis sequestraram uma embarcação registrada em Cingapura e carregada com gás liquefeito a cerca de 160 quilômetros do porto de Mombaça, no Quênia, indicaram neste domingo, 24, as autoridades cingapurenses.

 

A embarcação-tanque York, propriedade da empresa York Maritime, foi interceptada no sábado, 23, quando se dirigia para o porto de Mahe, nas Ilhas Seychelles, após descarregar em Mombaça parte do gás que transporta.

 

A Autoridade Marítima da Cingapura informou em uma nota que 17 tripulantes viajavam a bordo do navio que opera para a companhia Interunity Management Corporation, com sede na Grécia.

 

O diretor da York Maritime, Gerarl Lim, por sua vez, indicou à emissora de televisão "Asia" que até o momento a empresa não recebeu nenhuma reivindicação dos piratas.

Tudo o que sabemos sobre:
PiratasCingapurasequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.