Piratas sequestram rebocador na costa do Iêmen--grupo marinho

Piratas sequestraram um rebocador indonésio na costa do Iêmen nesta terça-feira, no último de uma série de ataques de suposta autoria de atiradores somalis. Andrew Mwangura, coordenador do Programa de Assistência a Marinheiros do Leste da África, baseado no Quênia, disse que a embarcação pertence à companhia francesa de petróleo Total e se dirigia para a Malásia. Mwangura afirmou que havia indonésios e pessoas de outras nacionalidades a bordo, mas não deu mais informações. Vários ataques neste ano por piratas somalis levaram a pagamentos de milhões de dólares em resgates, aumentaram os custos de seguros de embarcações e enviaram Marinhas internacionais para a movimentada região na área do Chifre da África. A onda de sequestros gerou mobilizações globais e Washington já enviou uma resolução preliminar para o Conselho de Segurança da ONU para dar aos países o direito de perseguir os piratas por mar e por terra. (Reportagem de David Clarke)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.