Piratas somalis atacam navio dos EUA pela segunda vez

Piratas somalis atacaram pela segunda vez este ano o navio Maersk Alabama, de bandeira norte-americana, informou hoje a Força Naval da União Europeia (UE), que combate esse tipo de crime. Os piratas abriram fogo contra a embarcação usando armas automáticas, mas seguranças a bordo reagiram e impediram a tentativa de captura do navio ocorrida ontem.

AE-AP, Agencia Estado

18 Novembro 2009 | 10h02

O Maersk Alabama já havia sido atacado em abril. Na ocasião, os criminosos fizeram o capitão Richard Phillips refém e o mantiveram em um bote durante cinco dias. Phillips foi libertado em uma ousada operação de atiradores de elite da Marinha dos Estados Unidos na qual três suspeitos morreram.

Ao comentar o segundo ataque contra o Maersk Alabama em poucos meses, o comandante John Harbour, porta-voz da Força Naval da UE, observou que qualquer navio que passe pelo litoral leste da África corre o risco de ser atacado por piratas.

Mais conteúdo sobre:
Somália EUA piratas ataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.