Pivô de escândalo com Berlusconi é preso na Itália

Giampaolo Tarantini foi preso sob acusação de tráfico de drogas, em caso não relacionado com o escândalo.

BBC Brasil, BBC

19 de setembro de 2009 | 09h48

Um homem que está no centro do escândalo sobre as supostas festas do premiê italiano Silvio Berlusconi com a presença de prostitutas foi preso neste sábado sob a acusação de tráfico de drogas, segundo a polícia local.

O empresário Giampaolo Tarantini foi preso no aeroporto de Bari, no sul da Itália, num caso sem relação com o escândalo envolvendo Berlusconi.

Tarantini é acusado de pagar mulheres para que elas frequentassem as festas do premiê italiano.

Berlusconi diz que nunca pagou uma mulher para manter uma relação sexual com ela.

O promotor de Bari Antonio Laudati afirmou que Tarantini foi preso para evitar que deixasse o país.

O advogado do empresário, Nicola Quaranta, disse que seu cliente estava "consternado" com a prisão.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.