Pivô do caso é venezuelano e vive em Miami

Guido Alejandro Antonini Wilson, de 46 anos, ficou conhecido esta semana na Argentina como ''''o venezuelano da maleta dos dólares''''. Discreto, Antonini é um empresário que circula com fluidez nos círculos de poder da Venezuela, Caribe e América do Sul. Amante dos rallies (disputou recentemente o Rally Gumball, na Romênia), tem como base de negócios Key Biscaine, em Miami. Nessa cidade - segundo informações divulgadas na Argentina e na Venezuela - vive num apartamento de US$ 1 milhão, e trabalharia com o comércio de armamentos e a indústria petrolífera. Na Venezuela, sua posição política é objeto de controvérsias. Já fez negócios com ferrenhos antichavistas, mas também é sócio de aliados do presidente Chávez. Algumas fontes o definem como ''''parachavista'''', ou seja, independente, mas com boas relações com o governo de Caracas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.