Plano antipobreza custará US$ 100 bilhões por ano

O Banco Mundial disse nesta quarta-feira que os países desenvolvidos terão de duplicar a ajuda que dão anualmente aos países em desenvolvimento, para que a ONU cumpra o objetivo de reduzir pela metade, até 2015, o número de pessoas em níveis extremos de pobreza.Na primeira estimativa sobre o custo do programa da ONU, o Banco Mundial afirmou que os países que se dispuserem a contribuir deverão dar algo entre US$ 97 bilhões e US$ 117 bilhões; atualmente, eles dão cerca de US$ 57 bilhões ao ano em ajuda aos países em desenvolvimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.