Plano de ataque terrorista tinha traços da Al-Qaeda

O plano de explodir aviões comerciais na rota Inglaterra - EUA tinha traços da Al-Qaeda, segundo o secretário de segurança interna dos EUA, Michael Chertoff. O secretário disse ainda que todos os envolvidos não foram presos. EUA alerta Índia para possibilidade de ataque. A Inglaterra continua com o alerta para atentados no nível crítico, o mais alto. Os Estados Unidos mantém o alerta no nível vermelho, o mais alto, para vôos da rota Inglaterra - EUA, e o nível laranja aos demais, o segundo mais alto. Os aeroportos dos dois países seguem com rígidas normas de segurança e restrições quanto a bagagem de mão. Detalhes sobre o plano terrorista continuam a surgir. Um senador americano disse que a inteligência americana havia interceptado conversas entre terroristas e a inteligência britânica conseguiu evitar os atentados através de agentes disfarçados.As autoridades britânicas prenderam 24 pessoas nesta quinta-feira baseado em informações da inteligência do Paquistão,onde outras três pessoas foram presas dias atrás. Um policial afirmou que mais prisões são esperadas. A maioria dos presos são de origem paquistanesa e 19 suspeitos tiveram seus nomes divulgados pela polícia. Segundo a CNN, dois deles haviam gravado mensagens para depois dos ataques. Autoridades afirmaram que os terroristas iriam realizar seus planos de explodir dez aviões em poucos dias. Segundo autoridades americanas, os terroristas estavam testando se haveria como levar a bordo materiais explosivos de aparência inocente. Chertoff diz ser "um plano avançado", que "em alguns aspectos aparenta ser um plano da Al-Qaeda". O presidente dos EUA, George Bush, e o primeiro-ministro da Inglaterra, Tony Blair, acompanharam pessoalmente as investigações antes que se tornassem públicas, com conversas durante a semana. Os policiais da inteligência acompanharam o desenvolvimento do plano até o último momento possível, e disseram que não podiam esperar mais pois precisavam impedir o teste dos explosivos. Ameaça de terror na ÍndiaA embaixada americana em Nova Délhi enviou e-mail aos cidadãos americanos na Índia alertando sobre a possibilidade de atentados terroristas em Nova Délhi, capital, e Bombai, centro financeiro. O e-mail ainda informava que o atentado deve ocorrer perto do dia da independência da Índia, 15 de agosto. A embaixada confirmou o envio do e-mail, e o secretário-chefe do estado de Maharshtra, onde Bombai se localiza, afirmou que tem informações sobre um possível plano terrorista.Mas o secretario-chefe, D.K. Sankaran, se recusou a dar maiores detalhes, e disse que "medidas de segurança estão sendo tomadas". A estrada de Nova Délhi para o aeroporto está sendo controlada por policiais armados que param os veículos conferindo documentos e realizando revistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.