Plano para desmantelar a CIA atrai críticas nos EUA

Autoridades americanas reagiram com cautela à proposta, formulada por importantes senadores do Partido Republicano, de retirar o serviço de coleta de informações para o governo da alçada da CIA e do Departamento de Defesa, atribuindo-o a uma nova diretoria. A resposta mais entusiástica veio do campo da oposição, do candidato do Partido Democrata à presidência, John Kerry.O conselheiro de segurança nacional de Kerry, Rand Beers, acolheu o plano e o declarou muito próximo ao dos democratas. Mas até mesmo Beers afirmou que o projeto requer apoio dos dois principais partidos dos EUA e um papel de liderança do presidente George W. Bush que, segundo ele, ?resiste a qualquer mudança verdadeira?. Bush não ofereceu apoio ao plano, anunciado pelo presidente da Comissão de Inteligência do Senado, Pat Roberts, num programa de televisão no domingo.Representantes da comunidade de inteligência, falando sob condição de anonimidade, disseram que o plano representa um passo para trás no caminho de uma maior integração entre as agências de espionagem dos Estados Unidos. Em vez de derrubar barreiras, o plano intensifica as separações, disse um deles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.