Plano prevê que iraquianos controlem país em novembro

O novo plano para o Iraque que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, anunciará nesta quarta-feira em discurso à nação prevê que os iraquianos assumam o controle da segurança de todas as províncias do país em novembro.Fontes do Departamento de Defesa adiantaram nesta terça que, de acordo com a última minuta de seu discurso, o presidente anunciará que a transferência de responsabilidades será concluída naquele mês. Atualmente, as Forças de Segurança iraquianas só controlam três das 18 províncias do país.Segundo as mesmas fontes, a estratégia de Bush inclui ainda o reforço das cerca de 140 mil tropas que atualmente estão no país árabe com mais 20 mil soldados, a maior parte dos quais serão alocados em Bagdá, ao passo que 4 mil serão enviados à província de Al-Anbar.Especificamente, o presidente ordenará o envio ao Iraque de cinco brigadas, que chegarão aos poucos no país. A primeira delas, que partirá para sua nova missão no final deste mês, será a segunda brigada da 82ª Divisão Aerotransportada, que já está no Kuwait preparada para o posicionamento.Além do reforço de tropas, espera-se que o presidente anuncie no mesmo discurso a imposição de uma série de alvos ao governo do primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, com vistas à pacificação do país, como a inclusão de mais sunitas no processo político e a suavização de medidas contra os ex-membros do partido Baath, de Saddam Hussein. Além disso, o anúncio de Bush deve incluir o estabelecimento de um programa para a criação de empregos no Iraque.Bush revelará todos os detalhes de sua nova estratégia nesta quarta, às 21h (0h de quinta-feira, em Brasília), em discurso direcionado a todos os americanos e que durará cerca de 25 minutos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.