Planos de resgate de mineiros vão de acordo com o planejado no Chile

Chefe de operações diz que cápsula de transporte para fora da jazida deve ficar pronta em breve

Efe

22 de setembro de 2010 | 15h23

SANTIAGO - Os três planos de resgate operados pelas autoridades do Chile para tirar os 33 mineiros de uma mina onde estão presos desde o dia 5 de agosto "avançam de forma normal", assegurou nesta quarta-feira, 22, o chefe das equipes de socorro, Andrés Sougarret.

 

Veja também:

especialInfográfico: animação mostra como será o resgate

especialLinha do tempo: os piores acidentes da década

 

A máquina Strata 950, responsável pelo chamado Plano A, está a 361 metros de profundidade, enquanto a perfuradora T-130, que corresponde ao Plano B, já atingiu a galeria onde os mineiros estão presos e já faz o caminho de volta, alargando a abertura por onde os operários serão retirados. Eles se encontram a quase 700 metros de profundidade.

 

A máquina do Plano C, a RIG-421, por sua vez, que já faz a perfuração com 66 centímetros de diâmetro - tamanho necessário para o resgate - voltou a operar nesta quarta depois de um curto período de paralisação nas operações.

 

Sougarret disse que o projeto da cápsula responsável pelo transporte dos mineiros para fora da mina "ficará pronto nesta semana" e que construção deve demorar entre dez e 12 dias. "Temos que considerar alguns critérios que garantam a mobilidade, e por isso temos que agregar elementos a essa cápsula que nos permita identificar qual o diâmetro final", disse.

 

Nesta sexta, 24, deve ser decidida a ordem de saída dos mineiros, que será estabelecida de acordo com um relatório elaborado por equipes de psicólogos e sob a supervisão de Jaime Mañalich, ministro da Saúde.

 

Os 33 mineiros estão presos na mina San Jose, em Copiapó, no norte do Chile, desde 5 de agosto. Eles sobreviveram por 19 dias com uma dieta racionada de duas colheres de atum enlatado, um gole de leite e meio biscoito a cada 48 horas. Depois de descobertos, o governo passou a empreender um grande esforço para resgatá-los.

Tudo o que sabemos sobre:
Chilemineirosminaresgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.