Plebeia 'pé no chão' sofre há 9 anos com assédio da imprensa

PERFIL

, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2010 | 00h00

Kate Middleton, NOIVA DO PRÍNCIPE WILLIAM

Kate Middleton será a primeira plebeia a casar-se com um herdeiro do trono em mais de 350 anos - a última, Anne Hyde, casou-se com o duque de York, James II, em 1660. Será também a primeira rainha a ter um diploma universitário - Kate conheceu o príncipe de Gales na Universidade St. Andrews.

Desde que começou a namorar William, em 2001, Kate tem estado sob os holofotes da mídia. Diferentemente de William - que teve os movimentos obsessivamente mapeados pelos tabloides desde que nasceu -, Catherine Elizabeth Middleton, de 28 anos, nascida em uma família de classe média inglesa de Bucklebury, Berkshire, terá de se adaptar ao assédio. Seus pais, Michael e Carole Middleton, têm um serviço de entrega de brinquedos por correio para festas infantis, um negócio administrado a partir de um celeiro reformado, perto de sua casa.

Mais velha de três filhos, ela estudou no colégio Marlborough, em Wiltshire, onde era vista como uma menina "pé no chão, popular e talentosa". Sua antiga colega de turma Charlie Leslie disse: "Kate é uma menina absolutamente fenomenal - super popular, talentosa, criativa e esportiva. Foi capitã do time de hóquei da escola e liderava a equipe de tênis."

Os rumores sobre um noivado com William atingiram o ápice em 2007, em meio a especulações de que a rainha Elizabeth desaprovava a origem plebeia de Kate e William teria batido o pé pela namorada. Na época, os repórteres acamparam na frente da casa de Kate, em Chelsea. O frenesi criado pelos paparazzi provocou inevitáveis comparações com a mãe de William, a princesa Diana, morta em 1997 em um acidente de carro em Paris, quando tentava fugir do assédio de fotógrafos. Após acordo com a imprensa, William e Kate conseguiram ter alguma privacidade - nos últimos meses, praticamente moraram juntos.

O suposto veto real foi desmentido depois que os pais de Kate participaram recentemente de uma caçada com a rainha. / AP, NYT e THE GUARDIAN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.