Pneumonia asiática resiste a tratamento; há nove mortos

Uma nona pessoa morreu vítima da misteriosa nova forma de pneumonia que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) não pode ser detida pelos tratamentos comuns e está se espalhando pelo mundo por meio das viagens de avião. ?As pessoas não estão respondendo aos antibióticos e antivirais. É uma doença altamente contagiosa e viaja de jato. É ruim?, disse o porta-voz da OMS, Dick Thompson. Num alerta raro de emergência, a OMS declarou a pneumonia uma ?ameaça à saúde mundial?. ?Até que consigamos entendê-la, não vejo como poderá diminuir?, disse Thompson, sobre a doença.Autoridades de saúde pública e diplomatas dos Estados Unidos e da França, em Hanói, disseram que a vítima mais recente foi uma enfermeira vietnamita, que morreu ontem. Ela foi infectada ao tratar um executivo americano que morreu de pneumonia na semana passada.Uma forma severa de pneumonia atacou a província de Guangdong, no sul da China, em novembro, causando cinco mortes. Nos últimos dias, quatro outras pessoas morreram e 150 novos casos foram registrados na Europa, Ásia e América do Norte.Especialistas não sabem se os casos têm origem em bactérias ou vírus, e também ignoram se todos os casos são produzidos pelo menos agente. Os pacientes pioram rapidamente depois de apresentarem sintomas iniciais muito semelhantes aos da gripe comum, dizem os médicos.A maioria das mortes ocorreu na Ásia, mas na sexta-feira os médicos haviam informado duas vítimas fatais no Canadá. Ontem, um médico viajando na rota Nova York-Cingapura foi posto em quarentena durante uma escala na Alemanha, depois de apresentar os sintomas. Ele já havia tratado de um paciente de pneumonia em Cingapura.A OMS informa que, na última semana, recebeu mais de 150 informes vindos de todo o mundo sobre a pneumonia atípica, que está sendo chamada de Síndrome Respiratória Aguda e Severa (SRAS). O alerta da OMS diz que não há motivo para restringir as viagens de avião. Mas pede que as pessoas que visitaram áreas infectadas e venham a mostrar sintomas procurem ajuda médica o quanto antes. Sintomas incluem tosse, falta de ar, febre alta. A SRAS também pode vir acompanhada de dor de cabeça, rigidez muscular, perda de apetite, confusão, erupções na pele e diarréia.O secretário de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, Tommy Thompson, disse que ?autoridades sanitárias de todo o mundo estão encarando esta situação com muita seriedade?.TerrorismoEm Atlanta (EUA), a diretora do organismo federal Centro para Controle de Doenças (CDC, pela sigla em inglês), Julie Gerberding, disse que se acredita que a doença se espalha ?de pessoa para pessoa?, com um período de incubação de dois a sete dias.Perguntada se a doença poderia ter sido provocada por um ataque bioterrorista, a diretora disse: ?Temos uma mente aberta e vamos mantê-la aberta enquanto prosseguimos?. O centro de operações de emergência do CDC vem trabalhando 24 horas.Epidemiologistas americanos chegaram ontem ao Vietnã, para investigar a doença. Um grupo de médicos franceses deve trazer remédios e equipamentos para ajudar na respiração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.