Polanski deixa prisão na Suíça

Autoridades suíças transferiram Roman Polanski de uma prisão localizada na região de Zurique para um local não divulgado antes de sua transferência para seu chalé nos Alpes, onde ficará em prisão domiciliar.

AE-AP, Agencia Estado

03 de dezembro de 2009 | 15h33

O porta-voz do Ministério da Justiça, Folco Galli, disse que Polanski deixou a prisão em Winterthur hoje por "razões de segurança e proteção pessoal".

Galli recusou-se a dizer onde o diretor de cinema, de 76 anos, é mantido. Ele disse que Polanski deve ser levado para seu chalé no luxuoso resort de Gstaad amanhã à tarde.

Polanski não pode sair de sua casa enquanto a Suíça não decidir se vai extraditá-lo para os Estados Unidos. Ele é acusado de ter mantido relações sexuais em 1977 com uma menina de 13 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.