Polícia abre fogo contra manifestantes em Bagdá

A polícia iraquiana abriu fogo contra manifestantes que exigiam emprego quando a multidão invadiu uma delegacia, ateou fogo a dois carros e jogou pedras contra policiais. Mais tarde, no sudoeste da capital, tropas americanas fizeram disparos para o alto a fim de dispersar um grupo de manifestantes, armados com pedras, do lado de fora de uma mesquita xiita. Os fiéis estavam revoltados com a detenção do principal pregador do templo, já libertado.Mais ao norte, em Mosul, a polícia fez disparos de alerta para dispersar centenas de desempregados que fizeram uma passeata até a prefeitura para exigir trabalho.Na cidade natal de Saddam Hussein, Tikrit, uma militar americana foi morta na explosão de uma bomba. O ataque ocorreu a cerca de 300 metros da principal base dos EUA na cidade. Dois outros militares ficaram feridos. Com esta morte, já são 88 os americanos mortos em hostilidades desde que o presidente George W. Bush declarou encerrados os combates principais na guerra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.