Polícia acha corpo que pode ser de atirador na Finlândia

A polícia finlandesa encontrou um corpo que, acredita-se, seja do atirador que matou quatro pessoas em um shopping na cidade de Espoo - a segunda maior do país. O corpo foi encontrado no apartamento do homem suspeito de ser o atirador, identificado pela polícia como Ibrahim Shkupolli, de 43 anos. Sua ex-mulher também foi encontrada morta em um apartamento na cidade. Nesta manhã, um homem armado matou quatro pessoas em um tiroteio no shopping Sello. De acordo com o grupo de mídia estatal Yle, Shkupolli usou uma arma de mão de 9 milímetros de calibre.

AE-AP, Agencia Estado

31 de dezembro de 2009 | 12h08

O trânsito dos trens na região foi suspenso e helicópteros da política circulavam a área para dar suporte à busca pelo atirador. Segundo relato do Yle, Ibrahim Shkupolli, supostamente matou a ex-mulher em um apartamento próximo antes de se dirigir ao shopping. A agência de notícias STT informou que a ex-mulher do atirador trabalhava no shopping e havia uma ordem judicial que impedia Shkupolli de se aproximar do local. Centenas de trabalhadores do shopping foram levados para uma livraria e para um posto do Corpo de Bombeiros próximos.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaFinlândiashoppingmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.