Polícia afegã busca colombiano seqüestrado no país

A Polícia afegã procura nesta quarta-feira, no distrito de Jalrez, no leste do Afeganistão, o integrante colombiano de uma ONG francesa que foi seqüestrado no domingo junto com o motorista e o tradutor por homens armados, quando eles retornavam a Cabul.O porta-voz do Ministério de Interior afegão, Yousuf Stanizai, afirmou nesta quarta-feira que os três foram capturados no domingo pelos "inimigos do Afeganistão", como as autoridades afegãs chamam os Taleban.As buscas para localizá-los estão sendo dirigidas pelas representações diplomáticas da Colômbia, da França e pelas autoridades afegãs. Até agora, no entanto, apenas alguns detalhes foram revelados, devido ao risco que a divulgação de outras informações pode trazer.Os seqüestrados são o colombiano Diego Rojas Coronel, seu assistente Abdul Kader e o motorista Bellal - os dois últimos afegãos -, informou a ONG francesa Missão de Ajuda ao Desenvolvimento Rural no Afeganistão (Madera), para a qual os três trabalhavam."Segundo testemunhas, esses homens armados os levaram a um povoado vizinho chamado Momaki. A Polícia está fazendo uma busca nesse povoado", disse o porta-voz do Interior.Os três homens foram seqüestrados enquanto retornavam a Cabul na noite de domingo. Eles vinham de Beshud, na província de Wardak, segundo um comunicado da Madera.A violência no Afeganistão aumentou claramente nos últimos meses, com vários atentados suicidas contra dirigentes afegãos e tropas estrangeiras, e calcula-se que cerca de 2 mil pessoas morreram em diferentes incidentes desde janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.