Polícia afegã mata senador que não parou em posto de controle

Um senador afegão e seu motorista foram mortos nesta quarta-feira, 23, por disparos da polícia em um posto de controle montado para localizar um grupo de talebans no norte do Afeganistão, informou em comunicado o Ministério de Interior afegão.

Efe,

23 de dezembro de 2009 | 07h22

 

O fato aconteceu quando o senador, Shirin Agha, se aproximou em seu veículo de um posto de controle da polícia na cidade de Puli Khomri, capital da província de Baghlan.

 

Em vez de parar, o carro tentou passar pelo posto de controle e os policiais começaram a disparar e mataram tanto Agha como o motorista do veículo, de acordo com a versão do Interior. Shirin Agha representava a província de Baghlan na Câmara Alta do Afeganistão.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãotaleban

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.