REUTERS/Michael Dalder
REUTERS/Michael Dalder

Polícia alemã apreende em mesquita material supostamente ligado ao jihadismo

Segundo ministro, há suspeitas de que jovens muçulmanos seriam recrutados no local para o extremismo e alguns frequentadores já viajaram à Síria e ao Iraque para se unir ao Estado Islâmico

O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2016 | 14h08

BERLIM - A polícia da Alemanha invadiu uma mesquita da cidade de Hildesheim, no norte do país, supostamente vinculada ao jihadismo, e apreendeu um vasto material sobre as atividades do templo, informaram nesta quinta-feira, 28, fontes policiais.

A mesquita e centro cultural, chamada Círculo Islâmico Alemão de Hildesheim, é considerada referência entre os ambientes salafistas, indicou o ministro do Interior da Baixa Saxônia, Boris Pistorius, por meio de um comunicado.

A operação policial realizada na noite de quarta-feira havia sida preparada durante meses e não houve detenções, mas acredita-se que o material recolhido possa levar ao fechamento do local.

Suspeita-se que jovens muçulmanos seriam recrutados na mesquita para o jihadismo e, segundo Pistorius, foi comprovado que alguns frequentadores do templo viajaram à Síria e ao Iraque para se juntar ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Veja abaixo: Agressor da Alemanha aparece em vídeo

A ação foi realizada pelo corpo especial da polícia alemã (SEK) e envolveu cerca de 400 agentes de vários pontos do país.

Em entrevista ao jornal Heilbronner Stimme publicada nesta quinta-feira, a delegada do governo federal para a Integração, Aydan Özuguz, pediu para que as mesquitas mostrem maior compromisso com as tarefas de prevenção do jihadismo entre os mais jovens. "As mesquitas devem assumir maior responsabilidade para a formação dos jovens", apontou. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Estado IslâmicoAlemanhaTerrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.