Polícia alemã prende dois suspeitos de terrorismo

A polícia alemã deteve nesta quinta-feira dois homens suspeitos de obter produtos com os quais seria possível fabricar uma bomba e fez buscas num centro islâmico que a dupla costumava frequentar.

AE, Agência Estado

08 Setembro 2011 | 13h37

Os homens foram detidos dias antes do 10º aniversário dos atentados de 11 de Setembro e após um comunicado do ministro do Interior, feito no final de semana, que as ameaças à Alemanha continuam "reais e intensivas".

Os apartamentos em Berlim dos dois suspeitos - um alemão de origem libanesa de 24 anos e um homem de 28 anos proveniente de Gaza - foram revistados, informou o porta-voz da polícia, Thomas Neuendorf.

Os homens, cujas identidades não foram reveladas, são suspeitos de trabalhar juntos num plano de "ato criminoso violento" e foram observados pela polícia durante alguns meses, revelou Neuendorf.

Ao contrário da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos, a Alemanha não tem um estado de alerta, mas mantém a segurança por meio de medidas que geralmente não são visíveis ao público.

O centro islâmico que passou por revistas fica no bairro de Wedding, onde há forte presença de imigrantes. Cerca de dez veículos policiais foram vistos ao redor do prédio, numa antiga área industrial, durante as buscas. Uma placa no prédio diz "Mesquita Ar-Rahman e Centro Cultural para Iluminação Religiosa".

O diário Bild disse que o promotor de Berlim Ralph Knispel revelou que duas empresas químicas alertaram as autoridades separadamente que indivíduos haviam encomendado uma quantidade grande de produtos químicos. "Eles poderiam ter construído um artefato altamente explosivo com isso", disse Knispel.

A polícia colocou os dois homens sob supervisão por cerca de dois meses antes de prendê-los na manhã desta quinta-feira.

Rainer Wendt, presidente do sindicato da polícia alemã, disse à Associated Press que o caso reflete a vigilância das autoridades. "Os suspeitos atraíram a atenção da polícia num estágio preliminar, quando compraram material para construir uma bomba e a polícia conseguiu prendê-los a tempo", disse ele.

O ministro do Interior Hans-Peter Friedrich, principal autoridade de segurança da Alemanha, disse à agência de notícias Passauer Neue Presse no final de semana que as autoridades "trabalham intensivamente" para evitar ataques.

Autoridades alemãs disseram ter frustrado seis ataques desde os atentados de 2001 nos Estados Unidos, que mataram milhares de pessoas. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Alemanha terrorismo Berlim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.