Polícia alemã prende suspeito de dar apoio a terroristas

Um marroquino foi preso hoje no porto deHamburgo sob suspeita de ter dado apoio logístico à célularesponsável pelos ataques de 11 de setembro, afirmou aProcuradoria Federal da Alemanha. Durante vários anos, Abdelghani Mzoudi, de 29 anos, manteveestreito contato com membros da célula terrorista, que incluíaos pilotos dos aviões seqüestrados - Mohammed Atta, Marwanal-Shehhi e Ziad Jarrah. Eles também participaram dos campos detreinamento no Afeganistão em meados do ano 2000, afirmaram numadeclaração os promotores. "Ele sabia que o grupo tinha o objetivo de cometer ataquesterroristas e lhes ofereceu apoio logístico", disse adeclaração. Mzoudi, que é a segunda pessoa presa na Alemanha em conexãocom os ataques, é acusado de colaborar com uma organizaçãoterrorista. Os promotores disseram que seu treinamento noAfeganistão coincidiu em parte com os dos outros marroquinossuspeitos de dar ajuda logística em Hamburgo: Mounir elMtassadeq, que será julgado no final do mês, e Zakariya Essabar,que está foragido. Mzoudi era investigado por quase um ano e foi interrogado emjulho, quando a polícia de Hamburgo achou uma livraria islâmica,que seria um local de reunião de um grupo fundamentalista queconspirava cometer novos ataques, segundo os investigadores. Nessa época a polícia interrogou oito homens, mas nãoencontrou provas suficientes para prendê-los. Mesmo assim,manteve Mzoudi sob vigilância.Os promotores indicaram que o prenderam depois de fazer uma"investigação completa" que incluiu declarações de testemunhas as quais confirmaram seu treinamento no Afeganistão.Mzoudi enviou dinheiro para Essabar a fim de financiar seutreinamento numa escola de aviação nos EUA no final do ano 2000 ou no início de 2001, afirmaram as autoridades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.