Polícia alemã prende suspeitos de integrarem Al-Shabab

Três alemães suspeitos de serem membros da organização terrorista somali Al-Shabab foram presos no aeroporto de Frankfurt quando tentavam entrar na Alemanha, informaram promotores alemães nesta segunda-feira.

Estadão Conteúdo

08 de setembro de 2014 | 12h01

Eles foram presos no sábado, após aterrissar em Frankfurt vindos do Quênia, sob acusações de serem membros da organização terrorista estrangeira e de prepararem um ato de violência junto com sua equipe na Somália, informou um promotor alemão. No momento, no entanto, "não há evidencia de que os suspeitos fizeram qualquer preparação formal ou planos de ataques" na Europa, informou o funcionário.

Os três alemães, identificados como Steven N. (26 anos), Abdullah W. (28 anos) e Abdulsalam W. (23 anos), são suspeitos de irem para Somália em 2012 e 2013 para se unirem ao Al-Shabab e de receberem armamento e treinamento de combate. Eles estão sob custódia do Estado alemão enquanto as investigações continuam.

Atualmente, a organização Al-Shabab opera majoritariamente nas regiões rurais da Somália, depois de ter sido expulsa da capital Mogadiscio, por forças da União Africana. Atiradores do grupo atacaram o shopping Westgate, no Quênia, em setembro do ano passado, matando pelo menos 67 pessoas.

Militantes somalis iniciaram recentemente uma operação para expulsar Al-Shabab de suas bases remanescentes no sul da Somália. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaSomáliaAl-Shababprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.