Google Maps
Google Maps

Polícia norte-americana investiga caso de mulher em coma que deu à luz

Departamento de Polícia de Phoenix, no Estado do Arizona, abriu inquérito para apurar acusações de abuso sexual contra paciente internada, há mais de uma década, em casa de repouso

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de janeiro de 2019 | 03h05

A polícia de Phoenix, no Arizona, abriu um inquérito para investigar acusações de abuso sexual após uma mulher em estado vegetativo dar à luz a uma criança no mês passado. A vítima está internada em uma  casa de repouso particular há mais de uma década. 

Segundo o jornal 'The New York Times', detetives investigam o caso com testemunhas que cuidam de pessoas com deficiência intelectual na casa de repouso.

O nascimento da criança foi noticiado na última quinta-feira, 3, pela emissora KPHO-TB, afiliada da CBS em Phoenix. A mulher não foi identificada.

Um porta-voz do Departamento de Serviços de Saúde do Arizona disse que a agência está ciente das acusações e enviou inspetores para a casa de repouso, localizada a onze quilômetros da capital do Estado. Ainda de acordo com o jornal, a Hacienda Healthcare disse nesta sexta-feira, 4, por meio de um porta-voz, que a organização está completamente comprometida em chegar à verdade.

A empresa alegou ter iniciado 'uma revisão interna' dos protocolos de segurança dos pacientes da unidade.

A casa de repouso, onde o caso supostamente ocorreu, tem espaço para abrigar até 74 pacientes. A unidade atende pessoas com deficiências.

Em 2013, o Departamento de Saúde de Arizona descobriu que um funcionário da unidade maltratava alguns pacientes ao fazer comentários sexuais explícitos para eles. Em um episódio, o homem disse a um dos pacientes que teria 'uma manhã feliz' ao apontar para o próprio pênis ereto. A Hacienda Healthcare afirmou que o funcionário foi demitido.

No ano passado, investigadores acusaram a casa de repouso de não oferecer privacidade aos pacientes, após um deles relatar que funcionários transitavam pelo banheiro enquanto ele tomava banho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.