Polícia apresenta denúncia contra líder islâmico de Israel

A Polícia israelense apresentou uma denúncia contra o líder do Movimento Islâmico de Israel, xeque Raed Salah, por um suposto delito de ataque a agentes de segurança durante uma manifestação de protesto contra as obras nas proximidades da Esplanada das Mesquitas de Jerusalém.Um porta-voz policial disse nesta segunda-feira, 12, que a Polícia pediu que seja estendida por 60 dias a ordem judicial que proíbe Salah de chegar a menos de 150 metros da Esplanada, onde ficam as mesquitas de Al-Aqsa e do Domo da Rocha, terceiro local mais sagrado para o Islã, depois de Meca e Medina, na Arábia Saudita.A denúncia foi apresentada contra o líder islâmico e outros quatro árabes-israelenses por sua atuação durante "uma manifestação ilegal" no dia 7 deste mês nas imediações das mesquitas.Durante a manifestação, os cinco denunciados "empurraram, sacudiram e cuspiram nos policiais", afirmou o porta-voz policial, que lembrou que estas ações foram filmadas e transmitidas pela imprensa.Obras na Esplanada das MesquitasSalah liderou os protestos contra as escavações realizadas por Israel perto da Esplanada das Mesquitas para construir uma nova rampa de acesso.As obras provocaram protestos entre os palestinos e no mundo muçulmano, pois muitos as consideraram uma tentativa encoberta de destruir as mesquitas de Al-Aqsa e do Domo da Rocha.No dia 7, um tribunal de Jerusalém proibiu Salah de se aproximar durante dez dias da Cidade Antiga de Jerusalém, onde fica a Esplanada, para evitar que sua presença desencadeasse distúrbios.No mesmo dia, a Polícia detivera o líder islâmico diante da Cidade Antiga de Jerusalém, onde ele enfrentou os agentes que impediram sua entrada na Esplanada.O prefeito de Jerusalém, Uri Lupolianski, ordenou nesta segunda o adiamento da construção da polêmica rampa, embora as escavações continuem.Este tipo de escavações, que segundo os analistas podem levar oito meses, precedem todas as construções em Jerusalém, e são feitas sob a responsabilidade da Direção de Antiguidades de Israel.Para os muçulmanos, a Esplanada das Mesquitas é o local de onde o profeta Maomé ascendeu aos céus.Já os judeus, que chamam o local de "Monte do Templo", ou "Monte Moriá", lembram que lá ficavam os antigos templos dos israelitas. Segundo a tradição, trata-se do local onde Abraão sacrificaria seu filho Isaac para cumprir um pedido de Deus, que depois o salvou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.