Polícia apura morte de suspeito de ataque

A polícia de Mumbai abriu uma investigação sobre a morte de um homem que estava sendo questionado sobre os atentados cometidos na cidade indiana na semana passada, que deixaram 19 mortos e dezenas de feridos. Fayaz Usmani morreu em hospital no domingo, horas depois de dizer, durante um interrogatório, que não estava se sentindo bem. A família suspeita que ele foi assassinado, mas a polícia garante que ele não foi torturado e morreu de um ataque cardíaco. Nenhum grupo assumiu a autoria dos ataques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.