Polícia britânica libera suspeito de participar de operação terrorista

A polícia britânica liberou na noite de quarta-feira um dos 24 detidos por suspeita de ligação com o complô terrorista para derrubar aviões em vôo entre o Reino Unido e os Estados Unidos,abortado na semana passada. O suspeito havia sido detido na terça-feira, em Thames Valley, perto de Londres, informou uma fonte da Scotland Yard. A polícia prossegue nesta quinta-feira o interrogatório das outras 23 pessoas detidas em várias operações na semana passada. As autoridadesobtiveram na quarta-feira a permissão dos tribunais para prorrogar por vários dias as detenções. Assim, 21 suspeitos devem ser interrogados até a próxima quarta-feira, e os dois restantes até Segunda-feira. Os advogados da Scotland Yard pediram a prorrogação por um máximo de 28 dias. Ao fim do prazo, a polícia deve acusar ou liberar ossuspeitos. Todos os suspeitos foram detidos com base nas leis antiterroristas britânicas de 2000, sob suspeita de preparação, instigação ou execução de atos terroristas. A polícia investiga uma trama, desarticulada na quinta-feira passada, para explodir, supostamente com explosivos líquidos ocultos na bagagem de mão, até 10 aviões em pleno vôo entre o Reino Unido e os EUA. Paralelamente, várias pessoas foram detidas na semana passada no Paquistão. Segundo a imprensa londrina, o Governo britânico tramita em Islamabad um pedido de extradição de Rashid Rauf, de 25 anos, irmão do suspeito Tayib, de 21 anos, detido no Reino Unido. Todos os suspeitos interrogados na Grã-Bretanha são denacionalidade britânica. A maioria é de origem paquistanesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.