Polícia Metropolitana de Londres / Reuters
Polícia Metropolitana de Londres / Reuters

Polícia britânica pede prisão de dois cidadãos russos por envenenamento de ex-espião

Alexander Petrov e Ruslan Boshirov são acusados de conspiração para homicídio, tentativa de assassinato e uso do agente neurotóxico Novichok contra Serguei Skripal e sua filha Yulia

O Estado de S.Paulo

05 Setembro 2018 | 07h34

LONDRES - A polícia britânica pediu nesta quarta-feira, 5, a prisão de dois cidadãos russos pelo envenenamento do ex-espião Serguei Skripal e sua filha Yulia com um agente neurotóxico na cidade de Salisbury.

O Serviço da Promotoria da Coroa disse que Alexander Petrov e Ruslan Boshirov são acusados de conspiração para homicídio, tentativa de assassinato e uso do agente neurotóxico Novichok. Os dois nomes, porém, são considerados pseudônimos, informou o chefe da seção de combate ao terrorismo do país, Neil Basu, em entrevista coletiva.

A procuradora Sue Hemming afirmou que o Reino Unido não pediu à Rússia para extraditar a dupla porque a lei do país proíbe a medida para cidadãos russos.

Relembre: ex-espião foi vítima de agente nervoso

A polícia disse que os dois homens, com cerca de 40 anos, viajaram de Moscou a Londres com passaportes russos dois dias antes de os Skripal serem envenenados, em março. / AP e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.