Facundo Arrizabalaga/EFE
Facundo Arrizabalaga/EFE

Polícia britânica prende suspeito de ataque a bomba em metrô de Londres

Homem de 18 anos foi capturado na cidade de Dover, neste sábado

Redação, O Estado de S.Paulo

16 Setembro 2017 | 08h13

LONDRES - A polícia britânica prendeu, neste sábado, 16, no condado de Kent, sudeste da Inglaterra, zona portuária da cidade de Dover, um homem de 18 anos ligado ao ataque terrorista com uma bomba caseira, reivindicado pelo Estado Islâmico, ao metrô de Londres, nesta sexta-feira, 15, que deixou, pelo menos, 30 feridos. De acordo com autoridades locais, foi uma "prisão importante".

Por meio de um comunicado oficial, a polícia anunciou a prisão: "Fizemos uma detenção importante, nesta manhã, durante a nossa investigação", afirma Neil Basu, da unidade antiterroristas da polícia. "Ainda que estejamos satisfeitos com os avanços conseguidos, a investigação continua, e o nível de ameaça segue em estado crítico", continuou Basu. 

A primeira-ministra britânica Theresa May anunciou, em pronunciamento, a implantação de militares em lugares-chaves não acessíveis ao público e um aumento do contingente policial em transportes públicos. No total, mil agentes foram distribuídos em locais estratégicos, como centrais nucleares e outras estruturas importantes, de acordo com o Ministério da Defesa. 

O Reino Unido sofreu quatro atentados desde o dia 22 de março e vive em estado de alerta. Na escala de ameaça terrorista das autoridades, o nível é o segundo mais elevado - "severo", que significa que um atentado é "altamente provável".

De acordo com as últimas atualizações, neste sábado, dos 30 feridos no ataque, apenas três ainda estão no hospital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.