Polícia britânica vigia milhares de suspeitos de terrorismo

O chefe da brigada antiterrorista da Scotland Yard, subcomissário Peter Clarke, revelou que a Polícia britânica mantém vigilância sobre "milhares" de pessoas que podem estar envolvidas direta ou indiretamente em atividades terroristas.Numa entrevista à rede britânica BBC, que vai ao ar no domingo, mas cujo conteúdo já foi divulgado à imprensa, Clarke afirmou que o Reino Unido enfrenta uma "crescente" ameaça terrorista de cidadãos do próprio país."Nos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, contra os Estados Unidos, aprendemos que a ameaça não é algo que vem simplesmente do exterior", disse Clarke.O subcomissário acrescentou que o que já se viu, infelizmente na prática e de forma sangrenta, é que "o Reino Unido enfrenta uma ameaça que está sendo gerada dentro do país".Clarke recusou a dizer o número exato de pessoas sendo vigiadas. Ele disse que a lista contém não apenas suspeitos de tentar cometer atentados, mas também indivíduos "que poderiam dar apoio e assistência" aos terroristas.O número dado por Clarke é o mais alto divulgado até o momento. Mas estimativas anteriores apontavam para um crescimento do número de pessoas no Reino Unido com supostos vínculos com atividades terroristas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.