Polícia chinesa fecha principal site formador de hackers no país

Foram presos três suspeitos, nove servidores web, cinco computadores e mais de 1,7 milhão de iuanes

Efe

08 de fevereiro de 2010 | 03h59

A Polícia da província de Hubei (centro da China) fechou o maior site de formação de hackers no país, chamado "Segurança Falcão Negro", e deteve os três supostos dirigentes, informou nesta segunda-feira, 8, a agência oficial "Xinhua".

 

Os três detidos distribuíam diferentes versões de software para vírus cavalo de troia para seus membros nos fóruns de internet, explicaram as autoridades, ação que virou delito em 2009, após ser inserido no código penal do país.

 

Além disso, a Polícia também confiscou mais de 1,7 milhão de iuanes (US$ 250 mil) em ativos, nove servidores web, cinco computadores e um veículo.

 

Segundo relatório da Rede Nacional de Informática do Centro de Coordenação de Resposta de Emergência da China, durante 2009 a pirataria causou no país perdas no valor de US 1,1 milhão.

Tudo o que sabemos sobre:
China, hackers, prisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.