Ministério de Defesa da Colômbia / AP
Ministério de Defesa da Colômbia / AP

Polícia colombiana apreende mais de 1 tonelada de maconha com rosto de Pablo Escobar

Droga estava contida em 1.562 pacotes marcados também com a foto de Osama bin Laden e, aparentemente, seriam enviados à América Central

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2019 | 06h38

BOGOTÁ - As autoridades da Colômbia apreenderam 1,6 toneladas de maconha, do tipo "creepy", marcadas com o rosto do antigo chefe do cartel de Medellín, Pablo Escobar, e do ex-líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, na quarta-feira, 31.

"Esta carga de 1,6 mil kg de maconha era transportada escondida dentro da carroceria de um veículo que levava colchões", indicou a polícia em sua conta do Twitter. A apreensão foi realizada na rodovia Caloto-Santander de Quilichao, no Departamento de Cauca.

Segundo a polícia, a droga estava contida em 1.562 pacotes marcados com o rosto de Pablo Escobar e Osama bin Laden e, aparentemente, seriam enviados à América Central.

O comandante do Departamento de Polícia de Cauca, coronel Fabio Alexander Rojas García, disse que o motorista, identificado como Humberto Caicedo Vargas, de 30 anos, foi preso e deverá responder pelo crime de tráfico, fabricação e porte de entorpecentes.

"As quadrilhas de tráfico de drogas costumam colocar seu selo ou carimbo para fazer referência e comercializá-lo. É também a maneira de garantir a qualidade do alucinógeno", afirmou o oficial.

O governo colombiano disse, em junho, que desde a chegada do presidente Iván Duque ao cargo, há quase um ano, o crescimento de cultivos ilegais se estabilizou em 208 mil hectares. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.