Polícia começa a divulgar identidades dos mortos em tiroteio nos EUA

Trabalhos de perícia e identificação dos corpos não têm prazo para conclusão; DJ relatou momento do ataque

O Estado de S.Paulo

13 Junho 2016 | 05h00

No início da noite de domingo, 12, a polícia começou a divulgar identidades de vítimas do ataque na boate Pulse. Os nomes só foram divulgados após comunicação oficial às famílias. Os primeiros oito identificados foram Edward Sotomayor Jr., de 34 anos, Stanley Almodovar III, de 23 anos, Luis Omar Ocasio-Capo, de 20 anos, Juan Ramon Guerroro, de 22 anos, Eric Ivan Ortiz-Rivera, de 36 anos, Peter O. Gonzalez-Cruz, de 22 anos, Luis S. Vielma, de 22 anos e Kimberly Morris, de 37 anos. 

As autoridades não definiram prazo para conclusão dos trabalhos de perícia e identificação dos corpos no interior da casas noturna.

Desespero. “De repente, começou um barulho como de fogos de artifício”, disse o DJ Ray Rivera, que trabalhava na Pulse no momento do ataque. “Abaixei o som. O ruído parou por um segundo e recomeçou. Desliguei a música. Todo mundo já corria para tentar sair.”

Um atirador disparava com um fuzil, derrubando frequentadores em pânico que procuravam saídas, tentavam se esconder ou se jogavam no chão. Testemunhas disseram que as pessoas passavam por cima de vivos e mortos na luta para sobreviver. “Era o caos”, disse Rivera.

Como estava perto de uma das saídas, o DJ foi um dos sobreviventes, mas 50 não saíram vivos do local. Quando começaram os tiros, a Pulse postou em sua conta no Facebook: “Saiam todos e corram”. O atirador “parecia bem preparado e organizado”, disse o chefe de polícia de Orlando, John Mina.

 

Christopher Hansen, frequentador, disse que quando os tiros começaram jogou-se no chão e conseguiu fugir. “Quando saía, havia sangue por todo lado. Alguém estava caído em meu caminho, não sabia se vivo ou morto.” /Associated Press

Mais conteúdo sobre:
boate PulseEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.