Polícia da África do Sul detém 59 pessoas após eleições

A polícia da África do Sul informou neste sábado que prendeu cerca de 60 manifestantes nos violentos protestos que tomaram conta da maior cidade do país, Johanesburgo, em meio às alegações de fraude nas eleições que ocorreram nesta semana.

AE, Agência Estado

10 Maio 2014 | 13h13

Os confrontos entre os seguidores do Congresso Nacional Africano (ANC) e os do Partido da Liberdade Inkatha (IFP) começou logo após o fechamento das urnas na quinta-feira. Os conflitos se concentram no bairro de Alexandria, no subúrbio de Johanesburgo, onde o IFP perdeu as eleições para o ANC.

A polícia usou bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar uma multidão de até 400 pessoas, sendo que 59 foram presas. Algumas pessoas também alegam terem ficado feridas nos confrontos.

Também neste sábado, foi divulgado o resultado final das eleições no país. A contagem final de votos mostrou a vitória da ANC, com 62,15%, seguido do principal partido de oposição, a Aliança Democrática, com 22,23%. O IFP ficou em um distante terceiro lugar. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
África do Sul eleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.