Polícia dá batida na sede da Yukus em Moscou

Cerca de cem policiais das forças de segurança russas deram hoje em Moscou uma batida na sede do grupo petrolífero Yukos, cujo presidente, o magnata Mikhail Kordokovski, está atualmente preso e julgado por corrupção. Os motivos da operação não foram revelados.Os escritórios da Yukos estavam fechados e não havia ninguém no local. A empresa foi condenada na semana passada a pagar quase US$ 3,6 bilhões em multas. O pagamento imediato desta dívida levaria a Yukos à falência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.