AFP PHOTO / Angela Rios
AFP PHOTO / Angela Rios

Polícia da Espanha prende cinco pessoas por suposta ligação com Estado Islâmico

Segundo autoridades locais, detidos formavam uma 'célula com estrutura perfeitamente organizada’ e agiam em diferentes canais da internet

O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2016 | 15h31

MADRI - Autoridades espanholas anunciaram nesta quarta-feira, 28, a detenção de cinco pessoas na Espanha, Alemanha e Bélgica como supostos membros de uma célula de propaganda da organização jihadista Estado Islâmico (EI), em uma operação policial internacional.

Duas detenções foram registradas em Barcelona, na Espanha, uma no enclave espanhol de Melilla, ao norte do Marrocos, outra em Wuppertal, na Alemanha, e a última em Bruxelas, informou o Ministério do Interior espanhol em um comunicado.

Em outro comunicado, a polícia nacional informou que quatro detidos são de nacionalidade espanhola e o outro é marroquino. "Os cinco detidos formavam uma célula com uma estrutura perfeitamente organizada que, seguindo as ordens da organização terrorista Daesh (acrônimo em árabe do EI), agiam por meio de diferentes canais da internet", explicou o Ministério.

Seu principal instrumento de propaganda era "a página do Facebook denominada 'Islã em Espanhol', da qual são administradores os detidos na Alemanha e na Bélgica", acrescentou. A página, escrita majoritariamente em espanhol, "conta com 32,5 mil seguidores".

"Sob o pretexto de divulgar conteúdo religioso, intercala mensagens e comentários de caráter radical, em que elogiam os combatentes extremistas e as ações realizadas pelo Daesh", explicou o Ministério em seu comunicado.

Os cinco detidos são acusados de querer incitar a cometer atentados e recrutar candidatos para o movimento jihadista. Sua célula "representava uma ameaça grave, concreta e continuada para a segurança na Europa", afirmou a polícia. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.