EFE/EPA/OSSERVATORE ROMANO
EFE/EPA/OSSERVATORE ROMANO

Polícia da Grécia negocia com refugiados para liberar linhas de trem ocupadas

Tráfego ferroviário entre o território grego e a Macedônia está paralisado há 30 dias. Linhas atravessam o acampamento improvisado de Idonemi

O Estado de S. Paulo

18 Abril 2016 | 11h52

ATENAS - A polícia da Grécia está negociando com os refugiados que ocupam as linhas de trem no acampamento de Idomeni uma saída pacífica que permita restabelecer o tráfego ferroviário entre Grécia e Macedônia, paralisado há 30 dias.

Um porta-voz da polícia explicou que durante a manhã havia sido fechado um acordo com os imigrantes e refugiados, que desmontaram todas as barracas das vias. No entanto, poucas horas depois alguns haviam retomado o protesto e se reinstalado.

As linhas atravessam o campo improvisado de Idomeni e há 30 dias vários grupos de refugiados as mantêm ininterruptamente ocupadas para exigir a reabertura das fronteiras.

A ocupação, que é uma das muitas que se organizam no acampamento para exigir a reabertura de fronteiras, não só causou numerosos danos econômicos à companhia de ferrovias Trainose pela perda de passageiros, mas à economia como um todo, pois muitas mercadorias são transportadas pela ferrovia. /EFE

Mais conteúdo sobre:
Grécia crise migratória refugiados

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.