Amit Dave / Reuters
Amit Dave / Reuters

Polícia da Índia prende 18 homens acusados de estuprar jovem de 12 anos por sete meses

De acordo com autoridades, grupo teria sedado a menina e a levado para apartamentos vazios, onde a atacaram

O Estado de S.Paulo

18 Julho 2018 | 11h40

NOVA DÉLHI - Dezoito homens compareceram ao tribunal da cidade de Chennai, na Índia, na terça-feira, 17, para responder às acusações de que teriam estuprado uma garota de 12 anos durante um período de sete meses.

+ Índia dá sinal verde à pena de morte para estupradores de menores de 12 anos

+ Pesquisa revela os 10 países mais perigosos para as mulheres

Entre os membros do grupo, há seguranças, operadores de elevador e encanadores que trabalhavam no conjunto de apartamentos onde a garota morava, disse a polícia.

+ Terceira adolescente indiana é estuprada e queimada em uma semana

+ Principal suspeito de estuprar e queimar adolescente na Índia é preso

Eles teriam sedado a menina e depois a levado para apartamentos vazios, onde a atacaram, de acordo com informações da polícia.

Veículos de imprensa locais afirmaram que os homens haviam ameaçado a menor com facas e dito que divulgariam vídeos da ação se ela contasse a alguém.

No sábado, a vítima relatou o caso à irmã mais velha, que estava visitando Nova Délhi, o que levou a família a registrar uma ocorrência formal, segundo o jornal Times of India.

A polícia prendeu os homens na segunda-feira sob acusações de estupro, tentativa de assassinato e intimidação criminal. Imagens de emissoras de TV locais mostraram advogados agredindo os suspeitos na escadaria da Corte da cidade quando foram levados para depor.

Centenas de casos de mulheres estupradas são reportados diariamente na Índia desde 2016, de acordo com dados recentes fornecidos pelo departamento nacional de registro de crimes. / Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.