Polícia da Itália desarticula rede de contrabando de pessoas

A polícia do sul da Itália informou que desarticulou uma rede de contrabando de pessoas responsável por ondas de imigrantes que chegam à costa do país. Além disso, as autoridades detalharam como os traficantes conseguem dinheiro através de pagamentos ilícitos de imigrantes que desejam fazer a arriscada travessia.

Estadão Conteúdo

20 de abril de 2015 | 12h33

O promotor Maurizio Scalia, de Palermo, disse a repórteres que mandados de prisão foram emitidos contra 24 pessoas, 14 deles na Itália, mas pelo menos uma delas está foragida na Líbia.

Um etíope, Ermias Ghermay, já era alvo de um mandado de prisão por ligações com um naufrágio em outubro de 2013 em Lampedusa, que deixou 366 mortos e foi alvo de condenação internacional.

Promotores detalharam, em uma entrevista coletiva, as taxas pagas pelos imigrantes em cada etapa de sua viagem, baseando-se em comunicações interceptadas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
UEimigraçãocontrabando

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.