REUTERS/Umit Bektas
REUTERS/Umit Bektas

Polícia da Turquia prende homem suspeito de tentar realizar ataques com faca em embaixada israelense

Segundo imprensa local, agressor é um pedreiro de 38 anos que sofre de uma doença mental

O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2016 | 10h45

ANCARA - A polícia da Turquia atirou e prendeu nesta quarta-feira, 21, um homem do lado de fora da embaixada de Israel em Ancara suspeito de tentar perpetuar ataques com faca, disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores israelense.

"A equipe está segura. O agressor foi ferido antes de alcançar a embaixada", disse o porta-voz por mensagem de texto. "O agressor foi baleado e ferido por um segurança".

A emissora NTV relatou que o incidente ocorreu à medida que duas pessoas tentavam entrar na embaixada. 

Segundo a rede CNNTürk, o homem preso é um pedreiro de 38 anos, natural de Konya, na região central da Turquia, e que sofre de uma doença mental. Ele atacou um policial turco que fazia a segurança da embaixada após gritar "queremos mudar todo o Oriente Médio".

Ancara indicou em comunicado que o agressor parece não ter qualquer relação com organizações terroristas. Ele levou um tiro na perna e foi internado em um hospital da capital.

Depois do incidente, agentes do esquadrão antibombas da polícia da Turquia examinaram um pacote suspeito encontrado perto do edifício onde está localizada a embaixada. No entanto, descobriu-se que o objeto era inofensivo.

Israel e Turquia normalizaram suas relações diplomáticas em junho, após seis anos de congelamento em razão da morte de um grupo de ativistas turcos atacados pelas Forças Armadas israelenses quando tentavam romper o bloqueio militar na Faixa de Gaza. / REUTERS e EFE

Tudo o que sabemos sobre:
ataque com arma brancaTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.