Polícia de Bagdá encontra 25 corpos em 24 horas

A polícia iraquiana encontrou 25 corpos de desconhecidos nas últimas 24 horas, assassinados aparentemente por motivos religiosos, elevando para 119 o número de vítimas encontradas em quatro dias, disseram fontes militares nesta sexta-feira, 23.A maior parte dos corpos mostrava sinais de tortura e um tiro na cabeça. Os sinais sugerem que todos foram assassinados a sangue-frio por grupos insurgentes sunitas ou xiitas.Na quinta-feira, 22, 33 cadáveres apareceram quase nas mesmas circunstâncias em diferentes bairros da capital.Os assassinatos, comuns durante vários meses em Bagdá, tinham diminuído nas últimas semanas com o novo plano de segurança na capital.Soldado americano morre Um fuzileiro americano morreu na quinta-feira, 22, atingido pela explosão de uma bomba no Iraque, informou nesta sexta-feira, 23, o Exército dos Estados Unidos, acrescentando que a vítima estava numa missão de desativação de explosivos.Os militares americanos participavam de uma operação para desativar as bombas que os insurgentes costumam colocar nas bordas das estradas iraquianas.O comunicado não dá mais detalhes sobre o incidente.As bombas têm sido uma das principais armas da insurgência contra os soldados dos EUA.Com a nova vítima, chegam a 3.226 os soldados americanos mortos no Iraque desde o início da invasão, há quatro anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.