Polícia de Chicago
Polícia de Chicago

Polícia prende adolescente suspeito de estupro transmitido no Facebook

Garoto de 14 anos é acusado de agressão sexual, produção e divulgação de pornografia infantil de uma menina de 15 anos, no Estado de Illinois

O Estado de S.Paulo

02 Abril 2017 | 01h16

CHICAGO - A polícia de Chicago disse que um menino de 14 anos foi preso pelo caso do estupro coletivo de uma menina de 15 anos, cuja ação foi transmitida ao vivo no Facebook. Pelo Twitter, o porta-voz do Departamento de Polícia de Chicago, Anthony Guglielmi, disse que tinham prendido "o primeiro de vários jovens infratores do caso".

O suspeito enfrenta acusações de crime de agressão sexual agravada criminalmente, produção e divulgação de pornografia infantil. Guglielmi diz que mais prisões são esperadas. O superintendente de polícia, Eddie Johnson, agendou para este domingo uma entrevista coletiva para dar mais detalhes.

Guglielmi disse que a polícia não sabia do caso até que a mãe da jovem se aproximou de Johnson quando ele estava saindo de uma delegacia, na cidade de West Side, no Estado de Illinois, e mostrou as imagens para ele. A mãe disse que foi o tio da jovem que contou para ela sobre o vídeo.

O caso ocorreu em meados de março e é um entre vários nos últimos meses em Chicago em que a rede social tem sido utilizada para transmitir os aparentes crimes. A morte de um garoto de 2 anos durante um tiroteio em fevereiro foi transmitida ao vivo no Facebook pela tia do menino, que também foi baleada.

Em janeiro, um ataque de quatro pessoas a um jovem de 19 anos com necessidades especiais foi parcialmente divulgado na rede social. Os quatro acusados se declaram inocentes. /Associated Press e Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.