Polícia de Copenhague detém mais de 200 por distúrbios

O bairro de Norrebro amanheceu parecendo um campo de batalha, com vários carros carbonizados e restos de barricadas incendiadas. No bairro ficam o clube invadido e o Estado Livre de Christiania, o complexo urbano no centro de Copenhague que abriga uma grande comuna anarquista.Os distúrbios começaram após uma manifestação não autorizada em que cerca de 500 jovens protestaram contra o despejo do clube Ungdomshuset, ocupado de maneira ilegal.SolidariedadeHouve manifestações espontâneas de solidariedade nas cidadesalemãs de Hannover e Hamburgo, onde a polícia deteve 14 pessoas que tentaram atacar o consulado dinamarquês. Em Oslo, na noite de quinta-feira, 1, 150 jovens solidários aos manifestantes de Copenhague jogaram bolas de neve e balões cheios de tinta contra a embaixada da Dinamarca na Noruega.OcupaçãoO clube estava sendo ocupado ilegalmente desde 1981. No anopassado, o edifício foi vendido pela Prefeitura de Copenhague a uma igreja independente. Com a confirmação do despejo, os ocupantes dinamarqueses pediram a solidariedade de jovens radicais de países vizinhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.