Polícia de Hong Kong entra em confronto com estudantes

Estudantes entraram em confronto com a polícia durante manifestações por mais democracia na região. Na noite de sexta-feira, cerca de 150 manifestantes escalaram um muro em um local chamado Praça Cívica, com o objetivo de entrar um edifício do governo. A polícia prendeu dezenas de estudantes e usou spray de pimenta contra os ativistas.

AE, Estadão Conteúdo

27 de setembro de 2014 | 09h16

Milhares de curiosos observavam o protesto e pediam que os jovens não fossem machucados. A polícia ergueu barricadas de metal ao redor do complexo para evitar que mais manifestantes se juntassem no local.

O confronto continuou durante a madrugada de sábado. Todos os manifestantes que estavam na Praça Cívica foram tirados do local pela polícia.

As autoridades prenderam 13 pessoas, incluindo 12 homens e uma mulher, com idades entre 16 e 35 anos, por ter supostamente agredido os policiais, por conduta desordeira e entrada forçada na sede do governo.

Em uma ação policial mais tarde neste sábado, 61 pessoas, incluindo 48 homens e 13 mulheres, com idades entre 17 a 58 anos, foram presas por entrada forçada na sede do governo e por agrupamento ilegal. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Hong KongProtesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.