Polícia de Hong Kong prende suspeito de ataque com ácido

Homem foi encontrado no topo de um prédio próximo ao local da agressão que deixou pelo menos 30 feridos

AP,

10 de janeiro de 2010 | 09h28

A polícia de Hong Kong prendeu neste domingo, 10, um homem suspeito de ter lançado duas garrafas de líquido corrosivo contra uma multidão em um dos tradicionais pontos turísticos da cidade, afirmaram fontes oficiais. Pelo menos 30 pessoas ficaram feridas no ataque.

 

As vítimas, que incluem crianças e turistas, foram levadas para hospitais da cidade com queimaduras e outros e ferimentos e, em seguida, foram liberadas. A agressão ocorreu no sábado à noite em um mercado noturno de Temple Street, em Yau Ma Tei, uma das regiões mais densamente populosas da cidade.

 

Hong Kong vem sofrendo uma série de ataques do gênero desde dezembro de 2008, que já atingiram mais de 100 pessoas.

 

O suspeito, descrito como um homem chinês com cerca de 30 anos de idade, foi preso após ser encontrado no telhado de um prédio próximo ao local do ataque, junto com tampas que seriam das garrafas usadas na agressão, disse a porta-voz da polícia local, Michelle Mak.

 

Ele ainda não foi formalmente indiciado e a investigação continua, acrescentou Mak. A porta-voz não especificou se o homem também é suspeito dos outros ataques.

 

Donald Tsang, chefe do Executivo de Hong Kong, disse que as autoridades estão oferecendo uma recompensa equivalente a 39 mil dólares por informações sobre o caso.

Tudo o que sabemos sobre:
Hong Kongácidoataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.