Polícia de Londres alega ter evitado grande atentado

A polícia britânica impediu que extremistas promovessem em Londres ataques nos mesmos moldes dos atentados contra o sistema ferroviário de Madri, disse o comissário da Polícia Metropolitana de Londres, John Stevens. Apesar disso, ele continua acreditando que um ataque contra a capital britânica será um acontecimento "inevitável". Os atentados de 11 de março contra a capital espanhola deixaram 191 mortos e foram atribuídos a militantes islâmicos supostamente ligados à rede extremista Al-Qaeda.Durante entrevista à emissora de rádio BBC, Stevens foi questionado sobre se a polícia teria evitado ataques na mesma escala dos atentados contra Madri e respondeu: "Sim. Não posso me aprofundar no tema por causa dos procedimentos judiciais, mas a resposta é sim, nós evitamos uma reprodução de Madri aqui". Stevens e outras autoridades locais já haviam dito anteriormente que atentados foram evitados, mas nunca entraram em detalhes. Essa foi a primeira vez que esses atentados evitados foram qualificados como sendo da proporção dos ataques a Madri. Na entrevista à BBC, Stevens também comentou que diversos ataques foram evitados e centenas de pessoas estão sendo investigadas pela justiça. "O risco de um ataque contra Londres não mudou. Ainda considero que um atentado é inevitável", prosseguiu. "Graças a Deus, até agora conseguimos trabalhar duro e evitar que esses ataques se concretizassem."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.