Polícia de Londres divulga fotos de suspeitos de revoltas

Scotland Yard diz que imagens são as primeiras de 'muitas' tiradas nos últimos dias

BBC

09 de agosto de 2011 | 15h06

Premiê David Cameron disse que envolvidos 'enfrentarão a força da lei'

 

LONDRES - A Polícia Metropolitana de Londres divulgou na tarde desta terça-feira, 9, as primeiras de "muitas" imagens de suspeitos de participação nos distúrbios que têm se alastrado pela cidade e por outras partes da Grã-Bretanha.

 

Veja também:

linkJovem de 26 anos é o primeiro a morrer

linkVoluntários se organizam pela internet para 'limpar ruas'

linkCameron: 'Vocês sentirão a força da lei'

blog RADAR GLOBAL: Conte-nos sua história

som ÁUDIO: Brasileiros relatam situação tensa na cidade

som ÁUDIO: Não existe registro de brasileiros feridos

mais imagens GALERIA: Veja imagens da violência em Londres 

As imagens foram feitas pelas câmeras de segurança nas ruas de West Norwood e Croydon (ao sul de Londres), na madrugada desta terça-feira. Os fotografados são suspeitos de saque na região.

O comandante da polícia, Simon Foy, disse que as imagens serão usadas para levar à Justiça os acusados por crimes durante os protestos londrinos. "Aqueles que cometeram ou têm intenção de cometer atos criminosos ou violentos ficam advertidos. Teremos fotos e provas que usaremos para identificá-lo e levá-lo à Justiça", afirmou comunicado policial.

"Hoje, divulgamos as primeiras de muitas, muitas imagens de pessoas que interrogaremos em conexão com as cenas de violência. Não toleraremos a violência que tem sido vista em partes de Londres", completou. 

As fotos serão colocadas no Flickr (site de compartilhamento de fotos) da Scotland Yard, para que o público ajude a identificar os suspeitos. Foy disse que a polícia está ao mesmo tempo realizando detenções e indiciando pessoas acusadas de participar dos distúrbios.

Ação policial

A polícia londrina disse que mantinha 16 mil policiais de prontidão para reagir aos protestos até esta terça de manhã - em um dia normal, esse número seria inferior a 3 mil. "Estaremos em maior número (patrulhando as ruas) nesta noite, pelo tempo que for necessário", disse o comissário Tim Godwin.

A polícia também informou que usará balas de plástico contra os manifestantes (até então, a munição nunca havia sido usada para conter protestos no território britânico).

Até esta terça, mais de 560 pessoas haviam sido detidas e mais de cem, indiciadas pelos atos de violência em Londres. O Ministério da Justiça afirmou que os indiciados serão levados à corte "em questão de horas", em procedimentos mais rápidos que o comum.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.