Polícia de Mianmar detém americano

Homem preso nadando em lago teria invadido casa de líder opositora

AP E REUTERS, O Estadao de S.Paulo

08 de maio de 2009 | 00h00

Autoridades militares de Mianmar (ex-Birmânia) prenderam na quarta-feira um americano que teria nadado no Lago Inya, próximo da propriedade onde a líder opositora e Prêmio Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi, cumpre prisão domiciliar desde 2003.O homem, identificado pela imprensa oficial como John William Yeattaw, teria afirmado à polícia que chegou em Rangum no sábado com um visto de turista e na noite seguinte foi nadar no lago perto da casa de Suu Kyi. De acordo com o jornal estatal, ele também teria entrado na residência da líder opositora e ficado lá até a noite de terça-feira. No entanto, não ficou claro se o intruso teve algum tipo de contato com Suu Kyi.O homem foi preso a uma distância de 2 quilômetros da propriedade e juntamente com ele foram apreendidos um galão de água de 5 litros vazio - provavelmente usado como uma boia -, um passaporte americano, lanterna, alicate, câmera, duas notas de US$ 100 e um pouco de dinheiro em moeda local.A Embaixada dos EUA em Rangum não confirmou a identidade do americano preso e disse que estava tentando entrar em contato com ele. Na manhã de ontem, a propriedade da ganhadora do Prêmio Nobel foi invadida por dezenas de policiais que permaneceram no local até o fim da tarde.Suu Kyi venceu as eleições de 1990, mas a junta militar que governa Mianmar nunca permitiu que ela assumisse o poder. Suu Kyi passou mais de 13 dos últimos 19 anos sob alguma forma de detenção e é proibida de receber visitas - a não ser seu médico pessoal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.