Polícia detém juiz envolvido com a máfia calabresa

A polícia italiana deteve nesta quarta-feira o juiz Vincenzo Giglio, de 51 anos, de um tribunal da cidade de Reggio Calabria, acusado de favorecer com decisões a máfia calabresa, a ''ndrangheta. As investigações, feitas por procuradores de Milão (norte) e também da Calábria, descobriram que a máfia calabresa estendeu seus tentáculos criminosos para a Lombardia, se infiltrando nos mundos político e financeiro do norte da Itália. Segundo o jornal Corriere della Sera, de Milão, além do juiz a polícia deteve o político calabrês Giuseppe Morelli, conselheiro da região da Calábria, e o advogado criminalista milanês Vincenzo Minasi, acusado de revelar segredos de tribunais e de ter ligações com a ''ndrangheta. No total, foram detidas dez pessoas em Reggio e em Milão.

AE, Agência Estado

30 de novembro de 2011 | 20h48

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.